Simply enter your keyword and we will help you find what you need.

What are you looking for?

Good things happen when you narrow your focus
Welcome to Conference

Write us on info@evently.com

Follow Us

  /  Justiça climática: as interseccionalidades de gênero, raça e classe na agenda do clima

Justiça climática: as interseccionalidades de gênero, raça e classe na agenda do clima

Justiça climática: as interseccionalidades de gênero, raça e classe na agenda do clima
Climate justice: the interseccinationalities of gender, racial and class at the climate agenda
 

Objetivo
Entre as contradições da pauta climática, é possível perceber a falta de pluralidade e representatividade nas vozes que estão na linha de frente da tomada de decisão. Quando observamos as arenas de debate das mudanças climáticas, a rotatividade de porta-vozes é relativamente baixa, mostrando que essa agenda está inserida num forte campo de disputas político-sociais. Falar de clima é falar de racismo, de desigualdade de gênero, de classe e de territórios. Diante disso, o objetivo da mesa é trazer a perspectiva da temática racial para a compreensão da intersecção da mobilidade urbana, políticas climáticas e ecofeminismo. Para tanto, em um formato de roda de conversa e troca de vivências, traremos experiências práticas e um estudo de caso em Cabo Verde que mostra como não é possível dissociar o conceito de justiça climática das vulnerabilidades sociais.
 

Objective
Among the contradictions of the climate agenda, it is possible to notice the lack of plurality and representativeness in the voices that are in the front line of decision making. When we look at the arenas of climate change debate, spokesperson turnover is relatively low, showing that this agenda is embedded in a strong field of political and social disputes. To speak of climate is to speak of racism, gender, class and territorial inequality. Given this, the objective of the table is to bring the perspective of racial thematic to the understanding of the intersection of urban mobility, climate policies and ecofeminism. Therefore, in a format of conversation and exchange of experiences, we will bring practical experiences and a case study in Cape Verde that shows how it is not possible to dissociate the concept of climate justice from social vulnerabilities.
 

Speakers:

  • Henrique Silveira (diretor executivo da Casa Fluminense)
  • Karina Pena (coordenadora do GT de Clima do Engajamundo)
  • Monica Rodrigues (Cofundadora e promotora do movimento Ecofeminista em Madagascar e Cabo Verde)
  • Andréia Coutinho Louback (coordenadora de comunicação do Instituto Clima e Sociedade)

 

Dia:
07/12/2019

Horário:
15hs às 16hs

Temas:
Gênero, Direitos humanos, Governança e transparência

Local:
Brazil Climate Action Hub – COP25 (Blue Zone)

 

Organizadores:

 

Contato para mais informações: andreia@climaesociedade.org

 

 

Compartilhar
Bitnami