Basta inserir sua palavra-chave e nós o ajudaremos a encontrar o que precisa.

O que procuras?

About

COP26

COP26 .

As informações a seguir, respondendo às perguntas mais frequentes, foram reproduzidas do documento ‘A COP26 Explicada’, cujo PDF completo está disponível aqui.

O que é a COP26 ?

COP significa Conferências das Partes. As Partes são os signatários da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC, na sigla em inglês) – um tratado acordado em 1994, que possui 197 Partes, sendo 196 países e a União Europeia. A Conferência de 2021, que será realizada em Glasgow, na Escócia, é a 26ª reunião das Partes, por isso, é chamada COP26. Essa COP está sendo organizada em parceria entre o Reino Unido e a Itália.
As conferências das Nações Unidas sobre mudanças climáticas estão entre as maiores reuniões internacionais do mundo. As negociações entre governos são complexas e envolvem autoridades de todos os países do mundo, bem como representantes da sociedade civil e da mídia global.
Para a COP26, estão sendo aguardados mais de 190 líderes mundiais e mais de 20 mil pessoas. Serão doze dias de conversas envolvendo milhares de negociadores, representantes de governos, empresários e cidadãos de todas as partes do mundo.

O que acontece na COP ?

As atividades na COP acontecem em duas zonas diferentes: a Zona Azul (Blue Zone) e a Zona Verde (Green Zone).
A Zona Azul é destinada a pessoas registradas no órgão da ONU encarregado de coordenar a resposta global à ameaça das mudanças climáticas — a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC). Na Zona Azul, você pode fazer parte de uma delegação nacional, trabalhar para as Nações Unidas e organizações e agências relacionadas ou ser membro da mídia ou de uma organização de observação sem fins lucrativos.
É na Zona Azul que os delegados de países se reúnem para negociações formais e consultas informais. Também podem participar de reuniões com outras delegações para esclarecer sua posição e interesses com o objetivo de chegar a um acordo ou de superar um impasse nas negociações. A UNFCCC também sediará uma série de eventos, incluindo briefings técnicos, para apoiar o processo de negociações.
Já a Zona Verde é destinada ao público em geral. Haverá uma ampla gama de eventos, incluindo workshops, exposições e instalações de arte, bem como apresentações, demonstrações de tecnologia e apresentações musicais para todos os participantes.

O que é o Acordo de Paris ?

O Acordo de Paris foi firmado na COP21, em 2015. Pela primeira vez, quase todos os países do mundo firmaram um compromisso legalmente vinculante para reduzir as emissões.
Foi uma ação “de cima para baixo” no sentido de que todos os países — não importando se grandes ou pequenos — aderiram à redução das emissões de carbono para limitar o aquecimento global a bem abaixo de 2 graus Celsius e, se possível, a 1,5 grau Celsius acima dos níveis pré-industriais. E foi considerado “de baixo para cima” uma vez que assegurou que cada país pudesse decidir como iria alcançar a sua meta. Os documentos que registram a forma de ação de cada Parte são chamados Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDCs, na sigla em inglês).
O Acordo de Paris também definiu metas ambiciosas para adaptação e recursos, reconhecendo que muitas pessoas em todo o mundo já estão sofrendo os impactos de um clima em mudança e que o apoio — financeiro, técnico e de capacitação — a essas pessoas seria necessário.

Por que limitar a elevação da temperatura a 1,5 grau Celsius é importante ?

Com 2 graus de aquecimento global, haveria impactos generalizados e severos sobre as pessoas e a natureza. Um terço da população mundial seria exposta regularmente ao calor severo, levando a problemas de saúde e a mais mortes relacionadas ao calor.
Quase todos os recifes de coral de água quente seriam destruídos, e o gelo do mar Ártico pode derreter inteiramente, pelo menos um verão por década, com impactos devastadores na vida selvagem e para as comunidades que sustentadas por ele. Não se pode descartar a possibilidade de que a perda irreversível de mantos de gelo na Groenlândia e na Antártica possa ser desencadeada, levando a vários metros de elevação do nível do mar ao longo dos próximos séculos.
A 1,5º C, os impactos seriam graves, mas menos severos. Haveria menos riscos de escassez de alimentos e água, menos riscos para o crescimento econômico e menos espécies em risco de extinção. As ameaças à saúde humana pela poluição do ar, doenças, desnutrição e exposição ao calor extremo também seriam menores. É por isso que cada fração de grau de aquecimento é importante e é por isso também que a UNFCCC se dedica, como organismo multilateral, a manter viva a perspectiva de sustentar a elevação da temperatura em 1,5º C. Dados recentes, divulgados pelo 6º Relatório do Painel Intergovernamental de Mudança do Clima (IPCC, na sigla em inglês), aponta que estamos mais perto desse limite do que se esperava, o que vai exigir tomada de medidas rápidas para frear o aquecimento global. Leia mais aqui.

0

Bitnami